Mas, apesar do apelo do título, esse é apenas um dos temas fascinantes da obra de Laure Murat que tanto fez sucesso na Europa e no Brasil passou em silêncio quando foi lançada pela Editora Três Estrelas em O livro é fruto de centenas de horas dedicadas a pesquisas nos registros de observações médicas dos grandes asilos de alienados parisienses.

É a partir desse momento fundador que a psiquiatria conhece sua idade de ouro e amplia seu poder. O povo estava literalmente, diz a autora, medusado. Afinal entre março de e agosto deentre 2. Philippe Pinel. Formado em medicina pela Universidade de Toulouse, emPinel completou seus estudos em Montpellier e foi se estabelecer em Paris, em Suas ideias foram reunidas em um livro, Observações sobre a mania para servir à história natural do homempublicado eme que é considerado o documento fundador da psiquiatria francesa.

O delírio seria a fuga de indivíduos às voltas com as guerras, os massacres, a violência e o horror econômico para uma realidade paralela. Sua voz aparece mediada pela voz do psiquiatra que registrou em suas fichas as características do paciente e de seu delírio.

Bibliografia seleccionada

Por isso a história da loucura pertenceria à história dos iletrados, dos anônimos, dos excluídos, dos marginais, dos sem voz e o historiador é obrigado a se restringir ao discurso político do poder e do saber para atingir seu objeto.

Para tentar relativizar esse discurso, Murat procura estabelecer a hierarquia dos critérios empregados pelo alienista, tendo sempre em mente que, como todo mundo, ele tem uma história pessoal, convicções religiosas e opiniões políticas. O segundo nome de sua lista é Jean-Étienne-Dominique Esquirol, cuja trajetória é muito semelhante à de Pinel, do qual foi o discípulo favorito.

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Braga, T. I, Porto, E.

Antigo regime e renascimento

Coelho, F. Chardron e B. Correia, A. MendesOs povos primitivos da Lusitânia, Porto, A. Herculano, A. Lautensach, H. Lourenço E. Martins, J. Pais, J. MachadoConsciência histórica e identidade. Os jovens portugueses num contexto europeu, Oeiras, Celta. Peres, D. Reclus, E. L'Europe méridionale, Paris, Hachette.

Massage pour mincir des cuisses

Renan, E. Raoul Girardet. Saldanha, D.

François Hartog

Sampaio, A. Chardron, 2 vols, pref. Sardinha, A. Severo, R. I, Lisboa, Imprensa Nacional : 2 Vasconcelos, J. Leite dePortugal pré-histórico, Lisboa, David Corazzi. Bethencourt F. Buescu, A. Carvalho, J. Gulbenkian : Champion, eds, Nationalism and Archaeology in Europe, Londres : Godinho, V.

Hartog, F. Leal, J. Cultura popular e identidade nacional Lisboa, Dom Quixote. Lourenço, E. Macedo, J. Matos, S. Ill, Cascais, Câmara municipal de Cascais : Mattoso, J.

Universidade de Estrasburgo - Université de Metz - École des hautes études en sciences sociales. Teoria da História. História comparada História cultural História das ideias História das mentalidades História do tempo presente História dos conceitos História intelectual História global Historiografia digital Teoria da história.

Categorias ocultas: Pessoas vivas! Artigos sem imagem tanto localmente quanto no Wikidata!